quarta-feira, 9 de março de 2011

Seia Jazz e Blues é notícia no mundo


Notícia da RTP sobre novo disco de Jagger correu mundo.

A revelação pela RTP de que Mick Jagger está a trabalhar num novo disco correu mundo. A revelação foi feita na televisão pública portuguesa pelo próprio irmão do vocalista dos Rolling Stones, nas declarações proferidas em Seia, após o concerto.

.

video

quinta-feira, 3 de março de 2011

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Imagens Seia Jazz & Blues 2011

.


André Sarbib


André Sarbib

Paulo Coelho Castro - Workshop's nas Escolas "Reutilizar a Música"

boa disposição na Jam session realizada na Casa Municipal da Cultura

Jam session na Casa Municipal da Cultura


Chis Jagger
Chris Jagger, interagindo com o público


Chris Jagger quartet


imagem do público
Chris Jagger vibrante no público...


Chris em grande
Fotos: João Carlos Botelho (Visor)

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Alteração de lugar da JAM SESSION de 5ª Feira




A Jam Session do Festival “Seia Jazz & Blues” que estava prevista para a próxima quinta-feira, dia 24 de Fevereiro na Escola Superior de Turismo foi alterada, por razões de força maior, para o Auditório da Casa Municipal da Cultura, pelas 22 Horas.

Por isso, fica a nota da alteração para esta Jam que contará com o TAF – Trio António Ferro, com Gileno Santana no trompete, Paulo Coelho na Bateria e António Ferro no Baixo.

Seia Jazz & Blues, o bom sabor da música

Sente-se que sempre se pode fazer melhor, mas sabe bem saber que há pretextos suficientes para, sem grandes estravagâncias, usufruirmos de um festival de jazz e de blues de pequena dimensão, mas de grande alcance cultural.
Vê-se que é em Seia que acontece desde 2005, este “Seia Jazz & Blues”, um Festival que daí para cá, anualmente e de forma ininterrupta, marca encontro com o público daqui e dali, na Casa Municipal da Cultura. Um evento que já foi de 4 dias em dois fins-de-semana e que agora é de 3 dias seguidos, com dois grandes concertos em perspectiva e um punhado de pretextos atractivos. Uns mais pedagógicos, outros mais divertidos. Umas vezes ao encontro das escolas, para deixar marca e criar públicos, e outras vezes pela noite dentro, para prolongar o usufruto e beber mais música ao sabor dos improvisos mais harmoniosos de que há memória.

Sabe-se que é um festival de marca, que marca a agenda cultural nesta altura do ano em Seia e também se sabe que se pode ir mais além, porque a oferta é imensa e as ideias e as estratégias sobejam. Os locais, mesmo assim, têm o privilégio de ter ao pé da porta um festival assim, e os de fora são cada vez mais em maior número, embora se constate que nunca houve tantos festivais destes géneros musicais no país, como agora. Mesmo assim em Seia, há sempre a ideia de fazer mais e melhor, de inovar e atrair, para consolidar o seu festival e afirmá-lo no contexto do desenvolvimento que se quer para a terra.

Ouve-se aqui e ali o reconhecimento do esforço do município em manter um festival assim. Em trazer a Seia nomes sonantes do Jazz e do Blues, para delicía dos amantes e inebrio dos que trabalham em prol da coisa. Ano após ano, faz-se de Seia o centro das atenções, pelas boas razões, e sem complicações, porque nem tudo é mau e do pouco se faz muito.

Percebe-se que muito mais podia ser feito, mas se se tira partido o suficiente do que se oferece, já não se dá por perdido o investimento. E assim, ao sabor dos acordes, nas escalas do jazz e ao sabor da improvisação, fica sempre a sensação de grande desfrute e do aproveitamento pleno, a dar por bem empregue o tempo e a dedicação. É que em Seia, as escalas criativas não têm tendência a abrandar, antes a surpreender, mesmo em tempos dificeis e sem grandes desvarios.

Lemos, vemos e ouvimos e não podemos ignorar, é o “Seia Jazz & Blues” no seu melhor, há sete anos nesta cidade do sopé da Serra da Estrela. E pouco mais se pode dizer, a não ser, deixar o convite para quem ainda não reservou lugar, neste lugar de afectos, de cores e de bom sabor a jazz.
.

Mário Jorge Branquinho

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Programa Seia Jazz & Blues 2011


“Seia Jazz & Blues”
7º Festival Internacional de Jazz e Blues de Seia
24, 25 e 26 Fevereiro 2011




= Programa =


Dia 24 Quinta - Feira

11:00 Horas - O Jazz vai à Escola – “Reutilizar a Música”, com Paulo Coelho
Centro Escolar de Seia

15:00 Horas - O Jazz vai à Escola - “Reutilizar a Música”, com Paulo Coelho
EB 2,3 Tourais / Paranhos

22:00 Horas - Jam Session TAF – Trio António Ferro, com AF, Gileno Santana e
Paulo Coelho Escola Superior de Turismo e Hotelaria de Seia/IPG


Dia 25 Sexta – Feira

11:00 Horas - O Jazz vai à Escola “Reutilizar a Música”, com Paulo Coelho
EB 2,3 Dr. Reis Leitão - Loriga

15:00 Horas - O Jazz vai à Escola “Reutilizar a Música”, com Paulo Coelho
EB 2,3 Dr. Guilherme C. Carvalho, Seia

22:00 Horas - Concerto ANDRÉ SARBIB (PT)
Casa Municipal da Cultura Cineteatro

24:00 Horas - Jam Session António Ferro, Gileno Santana e músicos de Seia
Conservatório de Música de Seia


Dia 26 Sábado

11:00 Horas - Workshop Escalas do Jazz e Técnicas de Improvisação
António Ferro e Gileno Santana Centro Musical de Seia

22:00 Horas - Concerto CHRIS JAGGER BAND (UK)
Casa Municipal da Cultura Cineteatro



Durante estes dias, decorrerá no Foyer do Cineteatro da Casa Municipal da Cultura a “Feira do Livro e CD Jazz”.

Workshop – Escalas do Jazz e Técnicas de Improvisação


.
26 de Fevereiro de 2011, 11h00, no Centro Musical de Seia

António Ferro e Gileno Santana, vão orientar um workshop para todos os instrumentos, onde vão falar e exemplificar as escalas do jazz e respectivas técnicas de improvisação.

Este workshop, é dirigido para iniciantes no jazz e que não tenham qualquer conhecimento prévio.

Para os mais avançados, serão feitas, na última parte do workshop, algumas incursões em metedologias mais avançadas de improvisação.

Jam Session no Conservatório de Seia


Jam Session – 25 de Fevereiro de 2011


Um grupo de músicos de jazz, onde estão incluídos António Ferro e Gileno Santana, vão proporcionar uma noite de convívio musical, no Conservatório de Musica de Seia, dia 25 de Fevereiro depois do concerto do André Sarbib, para o qual, irão levar algumas partituras de temas de jazz e assim, constituírem uma pequena Big Band.


O possível embrião da “Seia, Jazz & Blues Big Band” .


Podem-se inscrever, todos os instrumentistas que queiram participar, mas atendendo à formação típica de uma Big Band (4 trompetes + 4 trombones e 5 saxofones – 2 altos,2 tenores e 1 barítono), estes instrumentos serão, obviamente mais requisitados.

Pela tarde de Sexta, dia 25 de Janeiro, em hora a combinar, António Ferro e Gileno Santana, estão disponíveis para fazerem um ensaio, com os músicos que poderão estar disponíveis para a Jam Session.

Workshop nas Escolas – Reutilizar a Música

.
No âmbito da programação do Seia Jazz & Blues 2011, que decorrerá nos dias, o município de Seia pretende levar a efeito nos dias 24 e 25 de Fevereiro, um Workshop de música nas escolas do concelho, designado “Reutilizar a Música”, orientado por Paulo Coelho.

Objectivos
A iniciativa tem como objectivo familiarizar os alunos com as práticas musicais, através de uma explicação teórica e prática sobre os diferentes estilos musicais. A possibilidade de criar sons ou construir instrumentos musicais através da reutilização do que muitos consideram “lixo”, permitirá consciencializar as crianças para práticas como a reciclagem e a reutilização.
Em anos anteriores, o Festival tem levado a efeito a iniciativa “O Jazz vai à escola”, que permite uma viagem teórica e prática pela história do Jazz, mas este ano a organização optou por este formato diferente, mas também ele interessante e pedagogicamente satisfatório.


Calendário:

Dia 24 Quinta – Feira 11:00 Horas - Centro Escolar de Seia
Dia 24 Quinta – Feira 15:00 Horas – EB 2,3 Tourais / Paranhos
Dia 25 Sexta – Feira 11:00 Horas – EB 2,3 Dr. Reis Leitão - Loriga
Dia 25 Sexta – Feira 15:00 Horas – EB 2,3 Dr. Guilherme C. Carvalho


Currículo de Paulo Coelho



Músico com diversos discos editados em diferentes áreas desde a pop, jazz, fado e World Music. Professor da música nas AEC’s em Gondomar desde 2006.

Leccionou a disciplina de bateria em várias escolas, nomeadamente na escola de Jazz do Porto entre 1996 e 2003. É colaborador dos “Be-dom”, grupo de percussão alternativa, “tipo Stomp”.
Formador na área da reciclagem musical para as AEC’s, reciclagem utilitária, reciclar objectos, criar instrumentos.

Integra o projecto Integração pela Arte (Famalicão) desde 2004 e o projecto Ambiental Educar pela Arte (Paredes) desde 2008, em escolas do 1º ciclo e que culminam em espectáculos de teatro, dança, música e expressão plástica.

Formador dos módulos, Mundo dos sons, Expressão Vocal e Instrumental e atelier musical em cursos EFA, animador sociocultural.

Responsável pelo atelier musical da E2OM – Escola de Segunda Oportunidade de Matosinhos em 2009. Escola Integrada na rede europeia AE2O – Associação de Escolas de Segunda Oportunidade. Um dos responsáveis pelo projecto PerCriarte – Oficinas de Percussão e Criatividade em Valongo e mentor do projecto Criatividade para ter Juízo.


http://www.pcoelho.net/





sexta-feira, 14 de janeiro de 2011